O ENCIMA da Chapada - Encontro de Contato Improvisação nas Montanhas e Águas da Chapada Diamantina - vai nos levar das puras águas do Vale do Capão às montanhas sagradas do Vale do Pati, em uma imersão de dança na natureza, abrindo um espaço sensorial para o diálogo do corpo com o ambiente.

No Vale do Capão o Encontro estará abrindo os trabalhos deste novo espaço de estudos, de cura e de expansão que é a Terra Viva, uma ecoaldeia no fundo do Vale, aos pés do Morro Branco.

Esta realidade está em construção e pronta para quem queira experimentar a prática da criação coletiva, pra quem está disposto a assumir o tempo das coisas e o processo necessário para elas existirem.

Convidamos todas as pessoas que desejam co-criar essa realidade e aprofundar na vivência, para chegar antes e ajudar a preparar terreno e semear a intenção do encontro. Faremos juntos desde a construção dos espaços, do cardápio, até a escolha dos temas que queremos pesquisar.




O Encontro

*  janeiro 2018 * chapada diamantina *
08 a 14  - vale do capão
16 a 24 - vale do pati


* convivência * comunidade * interação * natureza * movimento * quietude * dança * * rio * cachoeira * permacultura * agrofloresta * bioconstrução * fogueira * música * * contato * improvisação * capoeira* jam * meditação * diálogo * amor * vivência * *experimentação * alimentação * consciência * auto-gestão * beleza * contemplação*

Este é um convite para experimentar o estado de plena presença     dentro do nosso Vale Sagrado.






Faremos um pré-encontro, o Encontro Semente, que acontecerá de 10 de novembro a 7 de janeiro, onde estaremos aprimorando os espaços de dança, a estrutura de recepção, banheiros secos, fazendo hortas e vivenciando a permacultura, a agrofloresta, e a bioconstrução na prática e em comunidade.

Percebemos todos como mestres e como alunos, sabemos que cada um tem sua magia pessoal. Por isso estaremos abrindo alguns espaços de experiências para que os participantes possam compartilhar suas pesquisas. Temos alguns professores convidados que também vão propor vivências, mas estaremos montando a programação entre todos de acordo com as propostas que venham a aparecer.

Depois de todas essas danças, seguiremos dançando no Vale do Pati. Teremos também muito tempo para digerir e contemplar tudo, mas seguiremos andando até chegar na casa de João que nos receberá para nossos 8 dias de retiro, no coração da mata diamantina. Momentos de muita escuta e silêncio, caminhandanças e cachoeiradas, movimento e quietude.